fbpx

77 focos de queimadas são contabilizados em janeiro de 2021 no Tocantins

Foto: Divulgação/Internet

Por Ivan Trindade


O Tocantins fechou o mês de janeiro de 2021 com a contabilização de 76 focos de queimadas em todo o Estado. A informação foi confirmada pelo INPE, Instituto nacional de Pesquisas Espaciais, em relatório atualizado a cada 24 horas pelo órgão. O dado, é inclusive maior por somente um foco do que o mesmo período de 2020, quando foram registrados 75 focos.

Ainda de acordo com o relatório do INPE, nos 11 dias de fevereiro de 2021, já foram contados 27 focos de queimadas. Totalizando, com isso, 103 focos já neste ano. Em todo o ano de 2020, no Estado, foram 12093 focos, menos do que em 2019, que foram registrados 13625 focos, mas mais que em 2018, quando foram 8033.

No final do ano, o Governo Estadual chegou a anunciar o encerramento temporário das atividades do Comitê de Combate a Queimadas e Incêndios Florestais do Tocantins, o Comitê do Fogo. Segundo o Executivo, a medida é em razão da redução de mais de 12% no número de focos de calor. O que possibilitou que o Tocantins saísse do terceiro lugar no ranking dos estados com mais focos do País. Posição essa, inclusive, que o Estado ocupou por alguns anos. Hoje o Tocantins está no 6° lugar.

Fonte: Inpe

Para a PMW Digital, o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual afirmou que a situação, embora seja desagradável, é esperada para essa época do ano, na qual muitas regiões do Tocantins passam por período de estiagem.

Em um posicionamento emitido para a Revista PMW Digital, a Semarh, afirmou que tem investido sobretudo em informação e tecnologia. Com isso, a pasta agora efetiva o projeto Foco no Fogo, que é uma ação de educação ambiental que visita as propriedades que mais queimaram com o intuito de levar informações sobre a prevenção dos incêndios florestais e as consequências caso, o proprietário seja flagrado cometendo o ato criminoso.

A Semarh publica ainda, o  Boletim Diário que é uma ferramenta que alerta os índices de risco de incêndios florestais em moderado, alto e muito alto, com informações de temperatura, velocidade do vento e umidade do ar, disponibilizando também um canal de comunicação por meio do Whatsapp Ambiental, para esclarecimentos de dúvidas e em caso do cidadão não conseguir se comunicar diretamente com os canais oficiais de denúncia e emergência, também recebemos a denúncia e damos encaminhamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *