fbpx

Apesar de queda nos devedores, Palmas ainda possui mais de 39 mil CPFs inadimplentes

Imagem: Divulgação

Por João Pedro Gomes

Cerca de 39 mil pessoas estão com o CPF negativado em Palmas, de acordo com a base de dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Os dados foram divulgados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que pontua que, apesar de ter sido registrada queda na inadimplência no mês de junho, o número ainda é alto. A redução foi de 1,7% em comparação com maio e de 5,4% contrastado com o mesmo mês do ano passado. 

Ainda de acordo com a CDL, a faixa etária mais endividada é a que vai dos 30 aos 39 anos (28,8%), seguida pela de 40 a 49 anos (21,4%), 25 a 29 anos (16,6%), 50 a 64 anos (15,2%), de 18 a 24 anos (11,8%) e pessoas entre 65 a 85 anos ou mais (5,6%). No total, o valor das dívidas soma mais de R$ 67 milhões na capital. Além disso, 50,05% dos devedores são mulheres e 49,95% homens.

O presidente da CDL Palmas, Silvan Portilho, afirma que o cenário não é bom: “A queda no número total de negativados é algo a se comemorar. No entanto, o número expressivo ainda é preocupante. Entendemos que o Brasil ainda enfrenta um período difícil, onde diversas pessoas se encontram com dificuldades financeiras e isso reflete diretamente nas contas em atraso”.

De acordo com o instituto, o tempo médio de atraso nos pagamentos é de 29,5 meses, porém, 37,7% estão inadimplentes no período entre 1 e 3 anos. Já em relação aos setores mais atingidos pelas dívidas, o comércio é o maior destaque, com 35,8% de dívidas a receber. Bancos (34,7%), empresas de comunicação (14,1%), outros (9,4%) e concessionárias de água e luz (5,9%) são as seguintes.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *