fbpx

Campus da Unitins em Augustinópolis contará com curso de medicina em breve; Governo do Tocantins ressalta plano de transformar Bico do Papagaio em referência

Imagem: UNITINS – Campus Augustinópolis

Por João Pedro Gomes

Nesta terça-feira (03), o município de Augustinópolis divulgou por meio do Diário Oficial que em breve o campus da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) da cidade contará com o curso de medicina. O documento divulgou que o Conselho de Educação do Estado aprovou o funcionamento do curso no município, e deve receber os primeiros 40 alunos em breve. 

Os conselheiros afirmaram em nota que Augustinópolis é a terceira maior cidade na região do Bico do Papagaio, e ressaltam também que o local é referência em serviços de saúde pública e privada, e que investir na educação nessa área será importante para o desenvolvimento da microrregião. Objetivos, organização curricular e informações sobre a avaliação de aprendizagem e o corpo docente também foram apresentadas. 

No mês de junho, os membros do conselho estiveram no local para avaliar a estrutura da universidade e tiveram reuniões com a equipe pedagógica, servidores administrativos e gestores da instituição. A Organização Didático Pedagógica foi avaliada com 3,87 pontos, a Infraestrutura com 4,08, e o Corpo Docente e Tutorial com 4,00, o que resultou em 3,983 pontos, arredondados para 4,0.

Ao final, o conselho foi favorável ao funcionamento do curso em Augustinópolis, todavia, foi ressaltado pela equipe que precisam ser melhoradas pela Unitins: disponibilização de equipamentos e laboratório de informática em quantidade suficiente para atender a demanda; ampliação e atualização dos livros; ampliação do espaço da biblioteca com cabines para estudos individuais e coletivos e disponibilização de laboratório com peças úmidas e cadáveres ou comprovação de convênio, cooperação ou parceria.

Processo para implementação do curso

Ainda no ano passado, o Governo do Tocantins anunciou que o curso de medicina estaria disponível na Universidade Estadual do Tocantins, e a instituição abriu, em maio deste ano, inscrições para professores que irão atuar na graduação, onde foram ofertadas 14 vagas. O resultado foi divulgado no mês passado, em julho. Cerca de R$ 2,5 milhões já foram aplicados por meio de emendas parlamentares de deputados como Eduardo Siqueira Campos, Fabion Gomes, Amélio Cayres, Jair Farias e Ricardo Ayres. Cada um encaminhou R$ 500 mil para a estruturação do curso e do campus.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *