fbpx

Circuito de Cadastro da Carteira Nacional do Artesão inicia nesta sexta-feira, 8

Carteira Nacional do Artesão garante uma série de benefícios aos profissionais. Crédito/Foto: Wladimir Machado/Governo do Tocantins

Por Gabriela Santos 

No período de 8 a 28 de abril, será realizado o Circuito de Cadastro da Carteira Nacional do Artesão. Segundo informações divulgadas pelo Governo do Tocantins,  a iniciativa tem como propósito incentivar o empreendedorismo e profissionalização dos artesãos.

De acordo com a pasta, nesta sexta-feira, 8, a ação começa na praça Tarcísio Machado, no distrito de Taquaruçu, onde técnicos da área de Cultura da Sectur estarão esclarecendo dúvidas e procedimentos para a emissão da Carteira Nacional do Artesão. Na ocasião, serão realizadas palestras de como se tornar um empreendo de sucesso com uma atividade lucrativa, buscando inovações e agregando valor aos produtos, alcançando novos horizontes.  

O circuito também abrangerá mais nove municípios tocantinenses, dentre eles, Lajeado (11/04), Tocantínia (12/04), Porto Nacional (13/04), Gurupi (21/04), Peixe (22/04), Dianópolis (25/04), Natividade (26/04) e Pindorama (27/04) e o Miracema (28/04).

Carteira Nacional do Artesão

A Carteira Nacional do Artesão foi instituída pelo Governo Federal, em 2012, emitida por meio do Programa Nacional do Artesão (PAB) após a inserção de dados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB). Para obter o documento via site, é necessário ter cadastro na plataforma gov.br, acessando: http://artesanatobrasileiro.gov.br/acesso, clicar em pré-cadastro, preencher o passo a passo das informações pessoais, inserir fotos e vídeo da produção para análise e atesto da Coordenação Estadual.

O governo informou ainda que o artesão também pode realizar o cadastro de forma presencial, para isso é necessário agendamento através do número 63 3218-1370, elaborar uma peça artesanal, por matéria-prima/técnica a ser cadastrada, em todas as suas fases, em teste de habilidade a ser realizado pela Coordenação Estadual. Submeter os produtos à avaliação de funcionário ou colaborador eventual com conhecimento notório do artesanato local, a fim de identificar a técnica predominante empregada pelo artesão, considerando os critérios desta Portaria.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *