fbpx

Concurso da PMTO no estado ocorreu de forma “tranquila e dentro do esperado”, mas registrou altos índices de abstenção

Imagem ilustrativa. Divulgação

Por João Pedro Gomes

Ocorreu neste domingo (06) por todo o estado, a primeira fase do concurso da Polícia Militar do Tocantins, que oferece mil vagas para soldados — 25 para o quadro de músicos; 25 para área da saúde; 20 para técnico de enfermagem e cinco para técnico em saúde bucal —. O gabarito oficial preliminar da prova objetiva deve ser divulgado a partir das 19h desta terça-feira (8).

Informações da Polícia Militar revelam que a aplicação das provas objetivas do concurso teve altos índices de abstenção. Dentre os mais de 42 mil inscritos para as 950 vagas de soldado, 34,37% não se apresentaram; já na categoria de praça da saúde, 54,63% não compareceram; e dos candidatos da área de músicos, o índice de abstenção chegou a marca de 60,90%.

Ainda foi divulgado que outros 32 candidatos foram desclassificados por descumprirem as normas estabelecidas no edital, como utilização de celular e relógios digitais durante a avaliação, além de de pessoas que usaram objetos proibidos, como canetas e garrafas confeccionadas em material não transparente. Todavia, a PM afirmou que a aplicação das provas e a primeira etapa ocorreu de maneira “tranquila e dentro do esperado”, e que nenhuma irregularidade em relação à segurança do processo seletivo em todo o Tocantins foi registrada.

A PM ressaltou que os exames foram realizados de maneira que obedeça aos protocolos de segurança contra a Covid-19, como distanciamento entre os candidatos, disponibilização de álcool em gel e lotação máxima de 50% da capacidade de cada sala. 

Quem desejar entrar com recurso poderá se manifestar entre 9 e 10 de junho. A divulgação do edital com resultado final da prova objetiva e do resultado provisório na prova de redação será no dia 29 de junho.  Após isto, o concurso ainda terá mais três fases: exame de capacidade física, avaliação psicológica, investigação social e da vida pregressa. Os aprovados ainda passarão pelo curso de formação de soldados.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *