fbpx

Criminoso que matou a mãe biológica por vingança em Gurupi é condenado a 27 anos de prisão

Foto: Divulgação

Por João Pedro Gomes

Após assassinar a mãe biológica por ter sido abandonado na infância, Rodrigo Sousa Cunha foi condenado a 27 anos de prisão. Maria Aparecida de Jesus Gonçalves, com 72 anos na época do crime, foi morta pelo que o Tribunal do Júri entendeu como vingança. 

O crime ocorreu em Gurupi, e o corpo da idosa foi encontrado em uma cisterna no quintal da casa dela, na Avenida Minas Gerais, no dia 29 de outubro do ano passado. Ela foi espancada até a morte pelo próprio filho, que ainda utilizou o cartão dela para sacar a aposentadoria em três datas diferentes após o crime, que foi descoberto pelos irmãos do suspeito. 

O criminoso confessou o crime e se encontrava preso desde o dia em que o corpo foi encontrado. Ele foi condenado por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e estelionato, e deve seguir detido, apesar de o regime inicial da pena ser aberto.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *