fbpx

Curso tecnólogo em Gestão da Segurança Pública é assinado pelo Governador Wanderlei Barbosa em parceria entre Bombeiros e Unitins nesta terça-feira, 14

Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins

Por João Pedro Gomes

O governador em exercício do Tocantins, Wanderlei Barbosa, assinou o Termo de Parceria entre o CBMTO e a Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) para oferta do curso tecnólogo em Gestão da Segurança Pública durante a solenidade em comemoração aos 29 anos do Corpo de Bombeiros Militar (CBMTO) e formatura do curso de Aperfeiçoamento de Sargento no qual formaram 39 bombeiros, realizada na manhã desta terça-feira, 14.

Na ocasião, Wanderlei Barbosa, que é paraninfo da turma de formandos, agradeceu o convite e destacou que é favorável à realização de cursos de formação regulares que resultem na promoção de militares e bombeiros. “Fica aqui a minha gratidão por terem me escolhido para ser padrinho e principalmente parabéns a todos pelo esforço. Eu espero que daqui por diante nós tenhamos cursos regulares para manter a turma dentro daquilo que esperam, recebendo suas promoções. Que a falta de um curso não iniba a possibilidade de eles serem promovidos, nem bombeiros nem policiais militares”, destacou o governador que é entusiasta da carreira militar desde que serviu ao Exército Brasileiro.

O reitor da Unitins, Augusto Rezende, ressaltou que essa parceria na formação profissional entre ambas instituições é inédita e explicou como será o curso. “É uma parceria inédita no Estado, em que a Universidade Estadual do Tocantins e os Bombeiros vão promover dentro do curso de formação dos bombeiros, um curso tecnólogo em Gestão de Segurança Pública, que é em nível superior. É um curso que faz parte do catálogo do Ministério da Educação, tem duração de 1.600 horas e vai ser integrado às disciplinas de caráter específico da formação dos bombeiros”, explicou.

No curso tecnólogo, o bombeiro vai trabalhar habilidades quanto ao planejamento das ações e a modernização da gestão pública. “Então depois de um ano e meio do ciclo de formação, o formando vai ter, além da habilitação como soldado bombeiro, ele vai sair com curso superior em Gestão da Segurança Pública. Isso é uma vantagem enorme para a corporação e para o Governo do Tocantins porque vai ter uma mão de obra mais qualificada. Vamos ter nas ruas soldados mais qualificados para a prestação dos serviços à população”, finalizou Augusto Rezende, informando que as aulas devem iniciar em fevereiro, obedecendo ao calendário letivo da instituição.
(Com informações da Secretaria de Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *