fbpx

Defesa Civil Estadual define regras para as Brigadas de Combate a Incêndio

Foto: Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins


Por Ivan Trindade

Foram definidas as regras para atuação das Brigadas de Combate a Incêndio em 2021 no Tocantins. As informações que foram elaboradas por meio do Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil Estadual, podem ser acessadas por todas as Prefeituras do Estado. O documento é um passo a passo para que os brigadistas sejam, além de contratados, formados para a missão durante o período de combate às queimadas urbanas e rurais no Tocantins.

De acordo com o coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, entre as regras definidas, está a que garante às Prefeituras o poder de recontratar quem já atuou em 2019 e 2020, sem a necessidade de uma nova participação no curso de Formação de Brigadista junto à Defesa Civil Estadual. “Essa medida tem uma grande importância para a corporação e para os municípios, pois vai refletir em economia para todos, visto que, assim, não teremos a necessidade de executar boa parte dos gastos com capacitação e poderemos contar com centenas de brigadistas que já estão preparados para a lida”, disse.

Em recente levantamento, a Defesa Civil Estadual afirmou que 815 brigadistas treinados ainda em 2019, poderão ser recontratados pelas Prefeituras, agora, em 2021. E o mesmo vale para quem já fez parte das Brigadas em 2020. São cerca de 600 homens em condições de atuar. Somente em 2020, foram capacitados pela Defesa Civil 348 brigadistas contratados pelas Prefeituras, 218 ligados ao Exército Brasileiro (Palmas), e 75 ligados à Marinha do Brasil.

“É dizer aos municípios que há pessoas prontas e nós não precisamos ir às cidades formar as brigadas. São centenas de homens aptos para o combate.”, afirmou o tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual.

Orientações

A nova portaria publicada no Diário Oficial do Estado também define alguns critérios para os interessados em ser brigadistas. São eles:

* É preciso ter idade entre 18 e 50 anos,
* Ser alfabetizado
* O interessado deve ser capaz de executar as atividades em campo.
* Na fase preparatória das brigadas, cada integrante participa das aulas teóricas e práticas, com conteúdos relacionados à prevenção e combate a incêndio, técnicas de combate, conceito do fogo, primeiros socorros, entre outros.
* Ao todo são 24 horas de capacitação, sendo que o aproveitamento mínimo de cada um deverá ser de 70%.
* À Prefeitura cabe cuidar de toda a parte logística relacionada ao curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *