fbpx

Detento vem a óbito por COVID-19 em Gurupi

Imagem: Seciju/Governo do Tocantins

Por João Pedro Gomes

O primeiro caso de morte de um preso em decorrência de COVID-19 foi registrado no Tocantins nesta segunda-feira, 22. A Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju) confirmou o falecimento do detento de 51 anos. Informou também que ele estava em uma cela de triagem quando começou a sentir sintomas da doença, mas não teve contato com outros detentos, na Unidade Penal de Gurupi.

O homem possuía um mandado de prisão preventiva decretada para o regime fechado, mas o crime do qual ele era acusado não foi informado. Segundo a direção do presídio, todas as medidas necessárias foram tomadas para garantir a saúde dos detentos e dos funcionários do local. As visitas presenciais nas unidades foram proibidas temporariamente por conta do alto nível de contaminação pelo novo coronavírus no Estado.

De acordo com a Seciju, toda vez que um novo preso é admitido em um presídio no Estado, fica 15 dias em isolamento como medida preventiva contra a COVID-19. O detento que veio a óbito deu entrada no dia 2 de março e apresentou sintomas no dia 15, 13 dias depois. Mesmo examinado por uma médica e encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento, ele prestou um exame que apontou negativo para o novo coronavírus, mas seguiu debilitado. O resultado de uma contraprova constatou a doença, que piorou no dia 19 deste mês; o indivíduo precisou ser internado em UTI, mas faleceu na última segunda-feira.  

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *