fbpx

É iniciada janela de plantio de soja semente e cadastro de áreas nas planícies tropicais

Foto: Ascom Adapec


Por Ivan Trindade

Começou nesta terça-feira, 20 de abril, o período da janela de plantio de soja semente nas planícies tropicais tocantinense, que segue até o dia 31 de maio. De acordo com a Adapec, Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins, a medida atende a região que compreende os municípios de Lagoa da Confusão, Cristalândia, Pium, Formoso do Araguaia, Guaraí e Dueré. Foram cultivadas na última safra nas planícies tropicais do Tocantins, 66.120 hectares, em 112 propriedades.

Como novidade de 2021, a Instrução Normativa (IN) nº 05/2021, abriu a possibilidade do produtor de soja salvar sementes para uso próprio nas planícies tropicais, conforme autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Já o prazo para a colheita foi antecipado para a data limite, em 25 de setembro.

Contudo, para realizar o cultivo nessa área os produtores devem solicitar antecipadamente o pedido à Adapec, por meio da apresentação do cadastro de propriedade de soja, plano de trabalho, termo de compromisso do responsável técnico e croqui das lavouras, conforme afirmou o responsável técnico pelo Programa Estadual de Controle da Ferrugem Asiática da Soja no Tocantins, Cleovan Barbosa.

Entenda

Para realizar o cadastro antecipado das lavouras, o produtor deve realizar o download dos documentos necessários no site da Adapec, no endereço: www.adapec.to.gov.br, preencher os quatro formulários disponíveis, e posteriormente, entregar esta documentação num escritório da Agência.

Segundo, o presidente da Adapec, Paulo Lima, a nova legislação trouxe inovações garantindo a preservação fitossanitária, mesmo com a inclusão da possibilidade do produtor de grãos participar da excepcionalidade ao vazio sanitário nas planícies tropicais. “Para garantir a segurança fitossanitária das lavouras quanto à ferrugem asiática da soja, a Adapec monitora permanentemente toda a área plantada nas planícies tropicais desde a semeadura até a colheita,” destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *