fbpx

Escola Indígena 19 de Abril recebe o certificado de 2 º lugar no Prêmio Gestão Escolar

Foto: Mari Rios/Governo do Tocantins

Por João Pedro Gomes

Uma instituição de ensino que fez e faz a diferença na vida dos estudantes e que a cada dia alcança maior projeção pelo trabalho realizado, é a Escola Estadual Indígena 19 de Abril, localizada em Goiatins. No último dia 17, a diretora Taís Põcuhtô Krahô Silva, recebeu o certificado referente à premiação de 2º lugar no Prêmio Gestão Escolar 2020, com o relato de experiências Navegando e reinventando o aprender em face do desconhecido.  A escola pertence à Diretoria Regional de Educação, Juventude e Esportes de Pedro Afonso.

A professora Taís Krahô compartilhou a sua história, de mulher indígena que não recebeu incentivos para estudar, justamente por ser mulher, e que ultrapassou as barreiras impostas por sua cultura, para estudar, e com formação voltar para a aldeia e ajudar o seu povo. Hoje a sua luta é que os seus alunos aprendam a cultura dos povos indígenas e que a escola tenha foco no ensino e na aprendizagem para as oportunidades. “Quando vamos realizar uma atividade na escola, convidamos o cacique e o vice-cacique e o ouvimos. Depois explicamos as nossas ações. Sabemos que os povos indígenas têm rituais como o das colheitas, alguns deles, são realizados a cada cinco anos, e queremos que os nossos alunos aprendam essas peculiaridades de nossa cultura e que tenham foco no futuro”, destacou Taís Krahô.

A Escola 19 de Abril é uma unidade escolar que investe na diversidade de atividades para ampliar o conhecimento, como projetos de leitura, de esportes tradicionais e de valorização cultural. Mas o que fez a escola alcançar o 2º lugar no Prêmio Gestão Escolar foi a capacidade de se conectar com as famílias nesse período de aulas não presenciais, por causa da pandemia do Covid 19.

A professora Leda Maria Tomazi Fagundes coordenadora estadual do Prêmio Gestão Escolar, explicou que esse momento de premiação tem um significado especial. “A edição 2020 tinha como objetivo reconhecer práticas exitosas das escolas que, no momento das aulas não presenciais, conseguiram encontrar soluções para o enfrentamento das dificuldades impostas pela pandemia”, esclareceu Leda Maria.

Encontro

O Encontro de Gestores e Técnicos da Educação Escolar Indígena foi realizado na Secretaria da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), nos dias 16 e 17, e reuniu profissionais de seis Diretorias Regionais de Educação, que atuam com a Educação Indígena. O objetivo foi socializar ações realizadas nas instituições indígenas e planejar atividades para o próximo ano.

Prêmio

Realizado desde 1998, o Prêmio Gestão Escolar contempla projetos e inovações de gestão na Educação Básica. E tem como parceiros, a Fundação Itaú Social, Conselho Britânico, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed), entre outros.

(Com informação da Dicom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *