fbpx

Governo do TO tem mais de R$ 18 milhões bloqueados para compra de comidas especiais para pacientes internados

Foto: Dynyme Hergbeth

Por João Pedro Gomes

Após a Defensoria Pública do Tocantins (DPETO) em conjunto com o Ministério Público do TO (MPETO) averiguar que o estoque de alimentos estava baixo e que haviam apenas 18 itens nos hospitais administrados pelo Estado, a Justiça bloqueou R$ 815.270,43 do governo para que as comidas especiais de pacientes internados sejam garantidas. 

A DPETO ainda ressaltou que há pacientes que precisam de ‘dieta enteral’, em casos de pessoas em estado grave que não conseguem mastigar e engolir os alimentos por conta própria, necessitando de tubos ou sondas. Ainda de acordo com a decisão, o Tocantins possui o prazo de 30 dias para providenciar comidas para ao menos três meses.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirmou que ainda não recebeu a decisão, mas é respeitosa quanto ao trabalho dos órgãos de controle, e informou que assim que for notificada irá resolver as demandas da DPETO. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *