fbpx

Grupo prioritário de vacinação contra COVID-19 é ampliado e profissionais da educação infantil já podem agendar vacinação

Imagem: Raiza Milhomem/Prefeitura de Palmas

Por João Pedro Gomes

A Prefeitura de Palmas anunciou a ampliação do grupo prioritário para vacinação contra o coronavírus: a partir desta terça-feira (08), profissionais da educação que atuam no nível fundamental também podem se imunizar após agendamento prévio. Realize seu agendamento por este link.

Com essa ampliação, agora o público prioritário é composto por: idosos acima de 60 anos; pessoas com comorbidades com 18 anos ou mais; grávidas e puérperas com comorbidades a partir de 18 anos; pessoas com deficiência permanente a partir de 18 anos; pessoas imunossuprimidas a partir de 18 anos; profissionais da educação (berçários, creches, pré-escolas e do ensino fundamental); e profissionais aeroportuários.

A Secretaria de Saúde de Palmas (Semus) informou que a abertura do cadastro vale para quem irá tomar a 1ª ou 2ª dose da vacina entre segunda (07) e sexta-feira (11). Ainda de acordo com a secretaria, a segunda dose da Astrazeneca para quem tomou a primeira há 80 dias, já está disponível em todos os 15 pontos de vacinação da cidade. Já no caso de quem tomou a Coronavac há mais de 21 dias, ela será aplicada na segunda (7) quarta (9) e sexta (11) nas USFs da 403 Sul e José Hermes. Na terça (8) e quinta-feira (10) as doses desse imunizante serão aplicadas na na USF da 409 Norte.

Vacinação entre segunda (07) e sexta (11)

Entre 13h e 17h

  • USF 307 Norte
  • USF 405 Norte
  • USF 409 Norte
  • USF 207 Sul
  • USF 403 Sul
  • USF 1103 Sul
  • USF 1206 Sul
  • USF Jose Hermes
  • USF Bela Vista
  • USF Novo Horizonte
  • USF Taquari
  • USF Morada do Sol
  • USF Taquaruçu (agendamento na própria unidade)
  • USF Buritirana (agendamento na própria unidade)

Entre 16h e 20h

  • USF 1004 Sul

Documentos comprobatórios 

Para que a vacina seja aplicada, a pessoa que agendou o procedimento deverá apresentar comprovação do grupo que alegou fazer parte. Todos devem estar com os documentos pessoais (RG, CPF ou CNH) e cartão de vacinas do SUS. No caso de quem declarou ter alguma comorbidade, deve expor laudo médico comprovando a condição (original e cópia). 

No caso das grávidas, a caderneta de gestantes deve ser apresentada, e para as puérperas será solicitado declaração de nascido vivo ou natimorto. Vale reiterar que o laudo original fica retido no local da vacinação. 

Já os profissionais da educação devem apresentar também o comprovante de vínculo com a atividade, como último contracheque. No caso de profissionais da rede particular, a declaração do empregador informando a unidade escolar e o nível de ensino também deve ser mostrada.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *