fbpx

Justiça sentencia melhorias em atendimentos de agências bancárias, em Palmas

Imagem meramente ilustrativa. Divulgação.

Por João Pedro Gomes

Foi sentenciado pela Justiça que o Banco do Brasil e o Banco Bradesco regularizem o atendimento nas agências de Palmas, que é relatado como demorado em demasia pelos consumidores. O Ministério Público do Estado (MPTO) e a Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) instituíram uma Ação Civil Pública que destaca irregularidades nas instituições bancárias da Capital. 

O tempo de espera, que não deveria ultrapassar 20 minutos em dias normais e 30 minutos em véspera ou após feriados prolongados, não estava sendo cumprido. A denúncia foi efetuada por consumidores que precisam frequentar o local para resolver alguma pendência nas instituições bancárias.

“O Ministério Público e a Defensoria Pública trabalharam em conjunto e tiveram um importante êxito em favor dos consumidores palmenses”, afirma a promotora de Justiça Kátia Chaves Gallieta.

Após a ACP, a Justiça determinou o ajuste do tempo de espera nas filas. Além disso, um sistema de senhas deve ser implantado durante a espera para atendimento no caixa, e outro deve mostrar o tempo da assistência, com horário de entrada e saída. A decisão é da 5ª Vara Cível de Palmas.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *