fbpx

Leitor digital e os mitos que cercam a leitura

Divulgação/Internet

Por Francisca Layla

Desde que os leitores digitais surgiram, especula-se o possível desaparecimento dos livros impressos. Discussões como essa são naturais quando uma tecnologia surge. 

Quando a televisão se tornou popular e passou a disputar espaço com o rádio, discutia-se se este sobreviveria ou não aos avanços. Ambos permanecem até hoje, pois cada um possui particularidades próprias e proporciona experiências diferentes. É exatamente esse o caso dos leitores digitais e dos livros impressos.

Não vejo o leitor digital como uma ameaça ao livro impresso, vejo-o como mais uma maneira das pessoas alcançarem a literatura, especialmente os jovens nascidos dentro do contexto em que a tecnologia é algo comum e naturalizado. 

O objetivo final do leitor digital e do livro impresso é o mesmo: a leitura. O que difere é a experiência que o leitor terá com os dois formatos, apenas o suporte que o conteúdo é oferecido muda. O livro impresso oferece o tato, o cheiro, a segurança de ter um livro em mãos. Já o leitor digital oferece a experiência da tecnologia e da praticidade.

Todos nós sabemos ou já ouvimos alguém que gosta muito de ler descrevendo a experiência positiva da leitura de um livro impresso. Mas, não são todos que tiveram ainda a oportunidade de utilizar um leitor digital. Por isso, vou listar alguns benefícios do leitor digital para quem ainda não conhece ou tem dúvidas:

  • Feito especialmente para a leitura, por isso, não prejudica a visão;
  • Permite armazenar centenas de livros em um único dispositivo;
  • Possui dicionário embutido, é só clicar na palavra e o significado aparece;
  • Leve e ergonômico

Outro ponto a ser considerado é o valor dos e-books (livros digitais). No geral, e-books são mais barato que os livros impressos.

Eu tenho experiência positiva com o Kindle, o leitor digital da Amazon. Com ele, passei a ler mais, já que não preciso me deslocar até a livraria ou esperar o livro chegar em casa para lê-lo, quando adquiro pela internet. Também passei a comprar livros estratégicos, investir nos impressos que eu realmente quero manter em casa. 

Existe um site chamado Domínio Público em que são ofertados milhares de livros em PDF dos escritores cuja obra não possui mais direitos autorais, esses livros podem ser baixados de forma gratuita. 

No início, eu tive resistência para aderir ao leitor digital pela crença de que eu estaria traindo a literatura, de alguma forma. Quando, na verdade, eu estou apoiando-a mais ainda ao aderir a uma invenção que incentiva a leitura! 

Utilizar o leitor digital não me fez deixar de ler os livros impressos, assim como não é pecado preferir o livro digital ao físico. Isso não o torna menos leitor. O que importa é o ato de ler, é a experiência que cada livro, seja digital ou impresso, nos proporciona. A grandeza na literatura não está no suporte, a grandeza da literatura está no conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *