fbpx

Live de lançamento da Campanha de Vacinação contra febre aftosa no Tocantins ocorre nesta quinta-feira, 29

Foto: Ascom Adapec

Por Ivan Trindade

A Campanha de Vacinação Contra Febre Aftosa no Tocantins será lançada oficialmente nesta quinta-feira, 29, por meio de live. A transmissão está prevista para começar às 10h30, nas redes sociais do Governo do Estado.

A medida foi adotada, segundo a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), para respeitar o que solicita o Ministério da Saúde, assim como ocorreu em maio do ano passado, em virtude da pandemia da Covid-19. O público poderá acompanhar o evento nas páginas oficiais do Governo do Tocantins no Youtube e Instagram, pelos endereços: https://www.instagram.com/governodotocantins/ https://www.youtube.com/channel/UCpkuIDX7NgNcSWyYhz3-QXA

Em 2021, a campanha ocorrerá de 1° a 31 de maio para todos os bovídeos (bovinos e bubalinos) independemente da faixa etária. A expectativa, de acordo com a Adapec, é a de vacinar mais de 9 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos), independemente da faixa etária, em todo o Estado. O prazo para declaração da vacinação foi estendido para até 10 de julho, oferecendo assim, mais segurança aos produtores rurais e aos servidores do órgão que atuarão no atendimento à vacinação.

A Febre Aftosa é uma virose contagiosa altamente transmissível, aguda e febril e atinge animais de cascos fendidos como: bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos e suínos. É causada por um vírus da família Picornaviridae, que tem sete sorotipos diferentes.

O Tocantins está livre da febre aftosa desde maio de 1997, mas a doença já causou milhares de prejuízos à economia mundial. O principal efeito da febre aftosa é comercial. A doença afeta enormemente o comércio interno e externo de animais e seus produtos. Devido ao alto poder de difusão do vírus e aos impactos econômicos provocados pela doença, os países estabelecem fortes barreiras à entrada de animais suscetíveis e seus produtos, oriundos de regiões com ocorrência da febre aftosa. Tais barreiras têm efeitos negativos sobre a pecuária com graves consequências socioeconômicas. 

Multas

A multa para quem deixar de vacinar o gado é de R$ 5,32 por animal e R$ 127, 69 por propriedade não declarada, além de outras sanções. Qualquer dúvida, basta ligar no 0 800 63 11 22, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 14h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *