fbpx

Mais de 20 mil pessoas estão com a segunda dose das vacinas contra a Covid-19 atrasadas no Tocantins

Foto: Internet

Por João Pedro Gomes

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) chama a atenção dos tocantinenses para a importância de tomar a D2 (segunda dose) das vacinas contra a Covid-19. De acordo com o órgão, 13.285 moradores estão com a segunda dose atrasada, o que atrapalha uma maior proteção contra o vírus. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (08).

Com exceção da Pfizer, que começou a ser aplicada há menos de três meses no estado (tempo necessário para a segunda dose), e da Janssen, que é de dose única, as vacinas AstraZeneca e CoronaVac registram atrasos. Nos maiores municípios do Tocantins, os números são preocupantes: 961 em Araguaína, 802 em Gurupi, e apenas em Palmas já somam mais de 2.908 pessoas.

Cientistas explicam que a primeira dose é importante, mas a segunda é necessária: “A longo prazo, uma segunda dose deve garantir imunidade de longa duração. Por isso, encorajamos todos que tomaram a primeira dose a tomar a segunda”, informou Andrew Pollard, professor da Universidade de Oxford.

Até o presente momento, são 10.562 doses atrasadas da CoronaVac e 2.723 da AstraZeneca. A SES emitiu uma nota reiterando que a imunização só é completa após a aplicação de duas doses para os imunizantes em que há casos de atraso: “A baixa cobertura vacinal deixa toda a população suscetível à contaminação de novas variantes e o agravamento dos casos com aumento nos índices de internações e óbitos”, afirma.

Revisão por Ivan Trindade

2 thoughts on “Mais de 20 mil pessoas estão com a segunda dose das vacinas contra a Covid-19 atrasadas no Tocantins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *