fbpx

Mais de 240 toneladas de entulho são removidas em um único dia das proximidades do Aterro Sanitário de Palmas

Foto: Divulgação/Seisp

Por João Pedro Gomes

Em um único dia foram recolhidas 246 toneladas de entulho clandestinamente jogadas em trecho de seis quilômetros na estrada que dá acesso ao Aterro Sanitário de Palmas. Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), todo este volume equivale a mais de 70% da média diária, que é de 340 toneladas/dia, de lixo recolhido em toda a Capital.  A retirada de entulho continua nesta quinta-feira, 09.

Grande parte se trata de sobras de material de construção ou entulho e resíduos orgânicos. Segundo o responsável técnico pelo Aterro Municipal, o engenheiro civil Bruno Mouzinho, o resíduo foi descartado clandestinamente nas laterais da estrada. Segundo Mozinho, a ação também tem o intuito de orientação e divulgação de pontos corretos para descarte de resíduos. Todo o entulho recolhido será direcionado a ponto de descarte adequado.

É importante frisar que os restos de construção devem ser direcionados a contêineres fornecidos por empresas credenciadas como disque-entulho. Esse serviço direciona tais resíduos para área licenciada no Município para destinação de todo residual da construção civil. O construtor ou morador que contratar o serviço deve exigir nota fiscal e cópia da guia de transporte, documento que certifica a destinação final correta dos restos de obra recolhidos.

Lixo comum

A coleta de lixo doméstico em Palmas é regular e atende a Capital e distritos. Para ser atendido basta depositar o lixo gerado em casa ou comércio bem embalado em lixeiras altas ou contêineres azuis. Para conhecer o itinerário dos caminhões de recolhimento basta clicar aqui. Sugestões e dúvidas sobre o serviço podem ser informadas à Seisp pelo telefone (63) 3212-7426, das 13 às 19 horas.

Denúncias

Por se tratar de área de acesso à zona rural, há dificuldade de identificação dos autores do descarte irregular, no entanto, quem flagrar situações semelhantes em qualquer parte da Capital pode denunciar às autoridades ambientais pelo número 153 ou 190.

(Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *