fbpx

Mais de meia tonelada de lixo é retirada do rio Araguaia

Foto: Naturatins/Divulgação

Por Ivan Trindade

Uma força tarefa retirou mais de meia tonelada de lixo do rio Araguaia. O grupo reuniu servidores do Escritório Regional do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) em Araguacema, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo de Araguacema, Colônia de Pescadores e voluntários. De acordo com o Naturatins, o principal objetivo da ação “Araguaia Limpo”, foi recolher os resíduos sólidos deixados para trás nos acampamentos e praias às margens do rio, retirando-os da natureza e fazendo o descarte correto.

A medida foi idealizada pelo voluntário João Nilson Lima do Carmo, e é realizada anualmente desde 2015, sempre no terceiro sábado do mês de setembro, quando se comemora o Dia Mundial da Limpeza de Praias e Rios. “Tiramos da água cadeiras velhas, garrafas de vidro e pet, latas, papelão, lona velha, portas e até pneus”, contou.

Conforme os organizadores, a equipe foi dividida em nove grupos, todos embarcados. Eles fizeram o percurso abaixo do Porto do Cais e Praia da Gaivota; margem esquerda do rio Araguaia, com início na Praia do Chicão, Praia da Andorinha, Porto da Balsa (margem esquerda até a Ilha da Madalena); margem direita do rio Araguaia, acima do porto do Cais, passando no Porto da Balsa, Praia do Meio, Praia do Caititu até o Rio Caiapó.

Após essa primeira etapa, as equipes voltaram a se reunir na Base dos Pescadores do Projeto do Acordo de Pesca do Rio Caiapó, para o almoço, que foi seguido de palestras de temas importantes, como a importância do rio Araguaia, pela sua biodiversidade, riqueza biológica e suas praias.

Limpeza dos recursos hídricos

Somente em 2021, segundo dados do Escritório Regional do Naturatins em Araguacema, foram firmados 38 termos de compromissos com os responsáveis pelos acampamentos às margens do rio Araguaia. “Tivemos uma ótima aceitação na assinatura dos termos e, durante a coleta, observamos que os acampamentos que assinaram os termos não deixaram lixo acumulado para trás”, avaliou Hélia, contrapondo que os acampamentos que não formalizaram o termo deixaram muito resíduo sólido que foi recolhido durante a ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *