fbpx

Medidas contra a COVID-19 em Araguaína são endurecidas devido ao aumento de casos da doença

Imagem: Reprodução/TV Anhanguera

Por João Pedro Gomes

O novo decreto assinado pelo prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, torna as medidas para contenção da proliferação do novo coronavírus no município mais rígidas. As novas regras foram divulgadas no Decreto nº 036/2021, publicado nesta segunda-feira (24), inclusive, penalidade mais alta para descumprimentos. “Nós não temos mais condições de atendimento na cidade, leitos clínicos e UTI lotados. É preciso que a população se cuide e cuide do próximo”, afirmou o gestor da cidade.

Estabelecimentos que desobedecerem às medidas de horário (tolerância máxima até 23h), distanciamento (1,5 m) e uso de máscara e álcool gel receberão multa que varia entre R$ 1.500 e R$ 5.000, além da suspensão do alvará de funcionamento entre três e sete dias. No caso das pessoas que desrespeitarem o decreto, a multa varia de R$ 100 a R$ 1.000, e responderão por crime contra a ordem e a saúde. 

Já os espaços públicos como Via Lago, Parque Cimba e Complexo Beira Lago (e academias também) deverão funcionar apenas até as 21h, sem aglomerações de pessoas. Além disso, é proibida a realização de eventos e circulação de pessoas nas ruas entre 00:00 e 5:00 horas. 

O último boletim, emitido pela Secretaria da Saúde nesta segunda-feira (24), informa que o número de casos confirmados já soma 29.288 e 392 mortes em decorrência do novo coronavírus no município. Além disso, 94% das UTIs e 89% dos leitos clínicos na cidade estão ocupados.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *