fbpx

Ministério Público do Tocantins faz vistoria nas salas de vacina do estado para garantir que doses não sejam perdidas

Imagem: MPE/Divulgação

Por João Pedro Gomes

O Ministério Público realizou, entre segunda (09) e quarta-feira (11), uma fiscalização nos municípios da região sudeste após constatar perdas de doses de imunizantes contra a Covid-19 por armazenamento incorreto. Uma das cidades chegou a perder 40 doses por congelamento. Com a ação, os planos municipais de vacinação sobre a Covid-19 também serão vistoriados pelo MPTO.

Os municípios vistoriados foram Dianópolis, Novo Jardim, Rio da Conceição, Almas, Porto Alegre do Tocantins e Taipas, sendo que este último reservou 50% das doses recebidas para a aplicação da segunda dose, estratégia diferente da que consta no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, o que pode ser um dos motivos pelo qual a faixa etária da imunização no município ainda está superior a 40 anos.

Já no município de Rio da Conceição, falhas nas instalações elétricas da sala de vacina foram constatadas, o que pode causar dano aos equipamentos que mantêm as doses guardadas. Em Almas, por exemplo, os imunizantes estavam armazenados em temperaturas negativas, correndo risco de serem perdidos por congelamento, o que já ocorreu há cerca de três meses, quando 40 delas congelaram e ficaram inutilizadas. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *