fbpx

Ministério Público do Tocantins irá fiscalizar processo de vacinação no Estado

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Por João Pedro Gomes

Para fiscalizar a de vacinação e evitar fraudes no processo, o Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou alguns procedimentos administrativos que serão adotados durante a execução do plano municipal contra a COVID-19. 

Os promotores de Justiça levantaram nos procedimentos o índice de casos de infecção, a quantidade de doses da vacina destinada a cada município (110 foram acionados até o momento) e outras informações. A pesquisa é realizada pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Saúde e pela Assessoria de Comunicação.

Conforme os municípios responderem ao questionamento, as recomendações que tratam da organização do suporte logístico dos imunizantes, além de outras questões como transporte e segurança da vacina, da observação aos grupos prioritários, da aquisição de equipamentos e insumos, controle de estoque e listas com os nomes dos profissionais de saúde vacinados.

O descumprimento das normas estabelecidas no plano nacional e estadual para priorização da vacina será responsabilizado judicialmente. Além disso, supostas irregularidades podem ser denunciadas pelo telefone 127, ou pelo e-mail denunciacovid@mpto.mp.br .

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *