fbpx

MPTO bloqueia mais de R$ 1 milhão de bens do prefeito de Silvanópolis e empresários durante investigação

Imagem: Divulgação

Por João Pedro Gomes

O prefeito de Silvanópolis, Gernivon Adão Pereira Rosa, o empresário Emerson Pinto da Silva, e a empresa Kakareco Auto Mecânica tiveram R$ 1.159.720,00 em bens bloqueados pela Justiça. O pedido foi realizado pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO). A ACP foi proposta pela 5ª Promotoria de Justiça de Porto Nacional, já a liminar foi expedida pelo juiz Adhemar Chufalo Filho. (MPE/TO)

Expedida em 11 de março, a liminar tem o intuito de resguardar o possível ressarcimento aos cofres públicos e o pagamento de multa, caso os acusados sejam condenados em ação civil pública por improbidade administrativa — dois contratos firmados entre o município e a empresa Kakareco Auto Mecânica são questionados —. 

O Ministério Público apurou que os dois contratos foram firmados nos meses de maio e junho de 2017, respectivamente. A finalidade era contratar a empresa para realizar a limpeza urbana das festas de aniversário da cidade, e o aluguel de um caminhão basculante para ser utilizado durante a coleta de resíduos e entulhos. Ainda de acordo com a MPTO, o segundo contrato sofreu diversas prorrogações e aditivos para autorizar a continuidade dos serviços nos próximos anos — a empresa que está sendo investigada recebeu R$ 289.930,00 dos cofres públicos até hoje —.]

Durante as investigações, o Ministério Público também descobriu que a empresa consta no nome do coordenador de campanha do prefeito Gernivon, além de que os veículos disponibilizados não atendem às especificações do termo de referência, visto que as condições de uso e a potência do motor deixam a desejar. “Elevado grau de precariedade dos veículos”, pontua a MPTO.


Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *