fbpx

Naturatins apresenta balanço da Operação Piracema 2020/2021

Foto: Divulgação Naturatins

Por Ivan Trindade


Durante a realização da Operação Piracema 2020/2021, foram apreendidos no Tocantins 9,9 mil metros de redes, além de 167 apetrechos de pesca e 03 armas de fogo, e além disso, foram lavrados 09 autos de infração. As informações foram divulgadas no balanço, apresentado pelos órgãos parceiros de fiscalização integrada, em reunião virtual, nesta terça-feira, 6.

Foram apreendidos ainda 1.180 kg de pescados, 02 tarrafas, 02 barcos e lavramos 09 autos de infração. Contudo, o vice-presidente do Naturatins, Rafael Felipe, afirmou que devemos considerar um período da Piracema atípico, todos tivemos que desempenhar nosso trabalho, com ajustes na operacionalização das equipes, devido a Covid-19, mas sem deixar de alcançar as metas da missão. “Agradeço o empenho de todos os órgãos parceiros da fiscalização ambiental integrada do Tocantins e parabenizo pelos resultados apresentados. Quero destacar e parabenizar nossas equipes de fiscais, técnicos, o diretor Eliandro [Gualberto] e o Cândido [Neto] gerente de fiscalização, por articular com precisão as operações do Naturatins”, disse.

Diferencial

Durante a reunião, foi informado que comparado aos anos anteriores, o Naturatins aumentou o volume de operações, registrou redução de ocorrências e de autuações. Agora, segundo o órgão, com a liberação da pesca, será reforçada a vigência da cota zero e o monitoramento de redes sem identificação do RPG, que sugere a pesca predatória. Uma vez que, todas as denúncias de crime ambiental podem ser registradas de forma anônima e gratuita no site naturatins.to.gov.br, basta clicar no banner Linha Verde, ou pelo telefone 0800 063 1155.

Cota zero

A Portaria/Naturatins nº 106/2019 fixa a cota zero até 2022 para transporte do pescado no Tocantins e considera a Bacia Hidrográfica Araguaia/Tocantins, os rios Araguaia e Tocantins e seus formadores, afluentes, lagos, lagoas marginais, reservatórios e demais cursos d’água. A cada pescador licenciado na modalidade amadora e esportiva no Estado fica permitido o consumo de pescado no local da pesca, com limite máximo de 5 kg para captura e estoque. É obrigatório o porte e apresentação da licença à equipe de Fiscalização do Naturatins ou dos órgãos parceiros.

Parceiros

Atuaram na Operação Piracemia 2020/2021: Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Marinha do Brasil (Capitania Fluvial Araguaia-Tocantins), Instituto Brasileiros de Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ministério Público Estadual (MPE), Delegacia Especializada de Repressão  à Crimes Contra o Meio Ambiente  e Conflitos Agrários (Demag), Fundação Municipal do Meio Ambiente de Palmas, Guarda Metropolitana Ambiental de Palmas,  Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec) e  Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), em todo o Estado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *