fbpx

Número de advertências à comércios e embargos de estabelecimentos diminuiu no mês de julho, em Palmas

Imagem: Divulgação

Por João Pedro Gomes

Com a atuação de fiscais da Prefeitura na busca por evitar aglomerações de pessoas e, consequentemente, a disseminação do coronavírus, o número de notificações e embargações de estabelecimentos em Palmas diminuiu em julho. A informação é da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr), em conjunto com a Vigilância Sanitária Municipal (Visa). 

Dados da Sedusr mostram que, com a ampliação das medidas de flexibilização e movimentação maior na cidade, foram emitidas 110 notificações e oito comércios foram fechados, número menor que as 153 advertências e os nove embargos do mês anterior. Ainda de acordo com a Secretaria, em julho foram aplicados 146 autos de infrações, e em junho 127. Apesar do segundo índice ser maior, a Prefeitura ressalta que deve ser considerado o aumento de circulação na cidade.

Dados da Sedusr mostram que, com a ampliação das medidas de flexibilização e movimentação maior na cidade, foram emitidas 110 notificações e oito comércios foram fechados, número menor que as 153 advertências e os nove embargos do mês anterior. Ainda de acordo com a Secretaria, em junho foram aplicados 146 autos de infrações, e em julho 127. Apesar do segundo índice ser maior, a Prefeitura ressalta que deve ser considerado o aumento de movimento na cidade.

Junto com a flexibilização e abertura do comércio palmense, a vigilância de fiscais da prefeitura atuou para evitar infrações. Além disso, a quantidade de casos de Covid-19 vem diminuindo na Capital, e um dos fatores principais é o avanço da vacinação da população geral. É preciso ressaltar também que os cuidados individuais para evitar a contaminação pelo vírus precisam ser mantidos.

A Prefeitura de Palmas prevê penalidade aos estabelecimentos que não se adequarem às orientações do município, como multas que variam entre R$ 50,00 e R$ 5 mil, com o agravante de notificações, fechamento de estabelecimentos e até cassação do alvará de funcionamento. Palmas já contabilizou 48.148 casos de Covid-19 desde o início da pandemia, e destes, 621 vieram a óbito.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *