fbpx

O retorno dos grandes eventos com público no país

Rock in Rio. Imagem: Ariel Martini

Por Luiz Filho

A pandemia acabou cancelando e/ou adiando diversos eventos de grandes proporções, de espetáculo de teatro a festivais de músicas, tudo precisou ser encerrado, e por meses ficaram sem se ter ideia de fato, quando aconteceriam. E em situações como essa ninguém sabia exatamente o que fazer, principalmente aqueles que já estavam com tudo programado. 

Foram inúmeros os casos de ingressos que não foram reembolsados, passagens de avião que não tinha estorno, shows que foram remarcados, não uma, não duas, mas até três vezes entre 2020 e 2021, e alguns que até hoje nem a organização sabe se realmente ainda vão acontecer. 

Em alguns casos, como o do festival Lollapalooza, que já estava com os ingressos de lotes encerrados, ainda é incerto se as atrações confirmadas para edição, que aconteceria em 2020, serão ainda as mesmas. O dinheiro nunca foi reembolsado, o que foi feito disponibilizado é a conversão do valor da pulseira (ingresso) em crédito no site que realizava a venda. Ou seja, quem ia para ver determinado artista, pode ser que ele nem venha mais e ainda não têm direito a ter o dinheiro de volta. 

Esse é um caso similar ao de Junior Vieira, que adquiriu o ingresso para Love Tour, da cantora Taylor Swift, que precisou ser cancelada devido a pandemia. “O show aconteceria em julho de 2020, eu já tinha os ingressos e as passagens também já tinham sido compradas. O ingresso foi convertido em crédito para compras no site, para qualquer outro evento que tenha interesse em ir. Já as passagens, só consegui deixar elas adiadas, posso realizar outra viagem do mesmo trecho de origem, quando eu quiser”. 

Imagem: Arquivo Pessoal/Junior Vieira

Mas os shows, festivais, carnavais e até festas de réveillon estão começando a voltar para o calendário de grandes eventos, ainda esse ano. Como é o caso do festival Rock Brasil, realizado no Rio de Janeiro, como um evento-teste aberto ao público, que ocorreu no último dia 9, e acontecerá novamente no dia 16 deste mês (outubro). 

Já cidades como Florianópolis e Maceió, estão planejando grandes shows para a festa de virada de ano. Em São Paulo e Rio de Janeiro, já divulgaram até as datas de venda de ingressos dos desfiles das escolas de samba. Além disso, São Paulo também confirmou o retorno do carnaval de rua em 2022. 

E a sede por grandes eventos está gigante. Por exemplo, a edição de 2022 do Rock in Rio bateu recorde de venda, ao esgotar 200 mil ingressos em apenas 1h28. Esse inclusive, é um dos eventos mais disputados para o ano que vem. Antônio Inácio ficou horas no site para poder comprar o ingresso e finalmente conseguiu. “Honestamente, nem tem muitos artistas que eu queira ver ou goste, um ou outro, mas eu que fiz o isolamento de fato, e que, até hoje só saio em caso necessário mesmo, não vejo a hora de poder ir em um muvuca assim de novo”. 

Mas não é só de Rock In Rio que vive o povo tocantinense, o já citado Lollapalooza, também está com novas datas confirmadas para acontecer no próximo ano e despertando muito interesse. Recentemente o festival informou que logo em breve iria divulgar o novo line up, e os organizadores do evento já prometeram a melhor edição de todos os tempos. 

Ítalo Andrade, empresário de 25 anos, está ansioso para o evento. “Eu comprei o ingresso para edição de 2020, na época eu achei que duraria só uma semana de isolamento, nem me preocupei. Aí foi indo, ficou incerto se teria, foi adiado, depois adiou de novo. Guardei a pulseira e agora estou garantido ano que vem, sem nem precisar pegar fila”. Já Sarah Leal, estudante de 24 anos, que conheceu Ítalo durante a pandemia, e agora estão namorando, também está ansiosa. “Eu nunca fui, mas Ítalo conta cada experiência que já teve, que agora eu estou ansiosa esperando começar as vendas, para poder ir junto com ele”. 

Com forte tradição universitária, Goiânia é a cidade das chopadas e festas universitárias, que reúne pessoas de diversos estados do Brasil. O calendário de festas desse tipo, por lá começa em janeiro e só acaba na semana do Natal. Vitor Hugo, estudante de direito, não vê a hora de poder voltar frequentar as festas. “É algo muito da realidade de lá, as chopadas reúnem vários tipos de pessoas, e movimentam a cidade. Tal como o Inter, um grande evento que traz gente de vários estados, cinco dias de festa com shows de artistas como Anitta, que esteve na última edição. O que aconteceria em 2020, já tinha Dilsinho e Gloria Groove confirmados, estou ansioso para confirmarem quando vai acontecer e poder ir”.  

Em Palmas, alguns eventos estão começando a acontecer. Tipo a tradicional casa de festas, Lanterna, reabriu recentemente ao público, e teve todos os ingressos esgotados em pouquíssimo tempo. Locais fechados, como é o caso do Karaokê Sede, também já estão a todo vapor, com público e até mesmo show ao vivo. 

Mesmo com tantos eventos já confirmados, vale ressaltar que vários deles ainda vão seguir com protocolos e medidas sanitárias, além de que todos estão dependendo principalmente do controle da doença e de eventos-testes, para se ter uma ideia do nível de contaminação por nível de ja vacinados, e, principalmente, do controle de público. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *