fbpx

Pesquisa feita por universidades federais aponta que qualidade de vida dos brasileiros caiu durante a pandemia

Foto: Getty Images

Por João Pedro Gomes

Um estudo realizado pelas universidades federais mineiras cinco meses após o início da pandemia de Covid-19 aponta que o estilo de vida dos brasileiros piorou durante o período mais crítico do isolamento social. Ao todo, 1.368 pessoas de ambos os sexos com idade superior a 18 anos participaram do levantamento.

Os dados obtidos na primeira etapa do estudo foram publicados em artigos nas revistas Frontiers in Nutrition e Public Health Nutrition. Estiveram envolvidas a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), de Lavras (UFLA), Ouro Preto (UFOP) e Viçosa (UFV). 

Segundo o estudo, os brasileiros diminuíram o consumo de café da manhã, lanche e almoço durante a pandemia, todavia, aumentaram os lanches noturnos e outras refeições não tradicionais. Além disso, os hábitos alimentares pioraram e o consumo de pães, farináceos, refeições instantâneas aumentou, ao passo que o de frutas e vegetais caiu.

No que tange estilo de vida, a pesquisa mostra que o consumo de bebida alcoólica e cigarros aumentou, assim como o tempo de utilização de aparelhos celulares, dispositivos e telas (que aumentou cerca de quatro horas do que o normal de antes da pandemia de Covid-19). A prática de exercícios também decaiu, ficando em média cerca de 80 minutos semanais, sendo que a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 150 a 300 minutos por semana.

A segunda etapa de pesquisa envolve ganho de peso, prática de exercício físico e comportamento alimentar durante a pandemia, portanto, leva mais tempo para ser realizada. O questionário é reaplicado após o período de dez meses depois do primeiro, ou seja, o estudo ainda está em andamento, mas deve ser divulgado em breve.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *