fbpx

Prefeitura divulga orientações sobre prevenção às queimadas em Palmas

Além do poder público, a responsabilidade de evitar o uso do fogo no período mais quente do ano é também da população. Crédito/Foto: Lia Mara/Prefeitura de Palmas.

Por Gabriela Santos

A Prefeitura de Palmas divulgou orientações sobre cuidados que podem  ser retomados, para proteção do meio ambiente no que diz respeito à ocorrência de queimadas, tanto nas áreas urbanas quanto rural. Segundo informações divulgadas pela pasta,  além do poder público, a responsabilidade de evitar o uso do fogo no período mais quente do ano é também da população.

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente, de 1º de janeiro até o dia 08 de maio já haviam sido registrados 436 focos de queimadas no Tocantins, porém, a maior concentração fica na região do Vale do Araguaia.

A pasta salientou que tem como objetivo antecipar campanhas educativas e de sensibilização da população quanto a importância de prevenir a ocorrência de queimadas, como forma de proteger o patrimônio natural coletivo, bem como a saúde pública e o bem estar urbano e rural.

Prejuízos pelo uso do fogo

A Prefeitura salientou que entre os prejuízos ocasionados pela prática de queimadas, destacam-se o comprometimento da qualidade do solo, da água, da vegetação e do ar. Diretamente ao ser humano a fumaça pode agravar doenças respiratórias, além de que o fogo pode causar danos materiais, atingindo casas, plantações e rede elétrica

As orientações do PrevIncêndio é que a população evite a todo custo no uso do fogo para queimar lixos ou limpar terrenos baldios, roças e pastos, que não jogue entulhos em locais que possam gerar temperaturas altas, especialmente resíduos passíveis de provocar combustão espontânea.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *