fbpx

Prefeitura implementa políticas públicas para fomentar adesão à Educação de Jovens e Adultos na capital

Objetivo é de resgatar o direito à escolarização, ampliar a oferta de acesso e permanência nas escolas. Crédito: Divulgação Prefeitura.

Por Gabriela Santos

Inicia neste mês de fevereiro a implementação de políticas públicas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) na rede municipal de ensino. Segundo informações divulgadas pela Secretaria Municipal da Educação, a medida tem como objetivo resgatar o direito à escolarização, ampliar a oferta de acesso e permanência nas escolas e promover aprendizagens permanentes a pessoas que foram desfavorecidas no processo regular de escolarização.

Conforme informou a pasta a  medida considera a lei Nº 2.238/2016, que institui o Plano Municipal de Educação de Palmas e estabelece metas, como a elevação da taxa de alfabetização da população com 15 anos ou mais para 97% no prazo de um ano, além de erradicação do analfabetismo absoluto e redução em 50% da taxa de analfabetismo funcional, com 10% de diminuição mínima a cada biênio. Também devem ser oferecidas 25% das matrículas de educação de jovens e adultos no Ensino Fundamental, articulando com o Estado e a União para oferta também do ensino médio de forma integrada à educação profissional.

Além disso, outra meta estipulada no PME de Palmas é implementar, em regime de cooperação/colaboração com o Estado e a União, o sistema municipal de oferta educacional para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, sobretudo as que trabalham e/ou moram nas ruas, as abrigadas e as que cumprem medidas socioeducativas. A oferta também deve ser estendida aos jovens e adultos em situação de privação de liberdade na modalidade de ensino EJA, considerando a política de integração da rede municipal de ensino.

Plano Municipal de Educação de Palmas 

A Prefeitura divulgou que, para a implantação do plano, foram pautadas ações em três dimensões: acesso, permanência e sucesso; formação continuada dos profissionais, e construção de identidade dos profissionais da educação e estudantes da EJA. Para alcançar a primeira dimensão, foi construído um plano de mobilização e comunicação para dar publicidade às escolas que atendem para novas matrículas da EJA, que prevê ações durante o mês de fevereiro.

Serão realizadas panfletagens e noites artístico/culturais nas feiras cobertas da ASR-SE 15 (112 Sul) e do Jardim Aureny I, nos dias 17 e 19 de fevereiro às 18 horas, com a participação da banda de música da Guarda Metropolitana. A mesma ação acontece na feira coberta da Arno 33 (307 Norte), no dia 19, às 8 horas, com a apresentação da Orquestra Sinfônica da Escola Beatriz Rodrigues.

Às segundas-feiras, o dia temático ‘Vem Pra EJA’ disponibilizará material informativo nas redes sociais da comunidade educacional com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar acerca da importância da progressão dos estudos.

 A pasta salientou ainda que como incentivo às matrículas, serão divulgadas informações em eventos nas escolas que atendem a modalidade de ensino EJA: EM Beatriz Rodrigues (401 Norte – telefone 3218-5299), EM Maria Júlia Amorim Soares Rodrigues (Aureny III – 3218-5585), EM Jorge Amado (Santa Fé – 32185371), EM Aurélio Buarque de Holanda (Jardim Aureny I – 3218-5289) e EM Antônio Carlos Jobim (1206 Sul – 3218-5373).

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *