fbpx

Primeira etapa da vacinação contra febre aftosa tem início no Tocantins neste mês de maio

Imagem: Divulgação

Por João Pedro Gomes

A primeira etapa da vacinação contra a febre aftosa teve início no último sábado (1º), no Tocantins, e segue até o fim do mês de maio, no dia 31. A expectativa é que cerca de 9 milhões de bovinos e bubalinos sejam imunizados, independente da idade. 

O Governo do Tocantins afirma que para garantir mais segurança aos produtores rurais e servidores do Estado, o prazo para a declaração da vacina foi prolongado para 10 de julho, em decorrência da pandemia. 

A imunização contra a aftosa é obrigatória por lei, e o proprietário que deixar de aplicar a dose leva multa: R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 po propriedade não declarada, além de outras sanções. 

O superintendente Federal da Agricultura no Tocantins, Rodrigo Guerra, explicou: “A retirada gradual da vacina faz parte de um plano federal que tem o objetivo de tornar o país livre da aftosa sem imunização. O rebanho bovino brasileiro não registra nenhum caso de febre aftosa há quase 15 anos”, sobre este ser o último ano da obrigatoriedade da vacina no Brasil.

Já o presidente do Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Tocantins (Fundeagro), Saddin Bucar, apontou: “Com a parceria do Governo do Tocantins e um bom produto de proteína animal, o produtor tocantinense com certeza fica mais fortalecido para novos investimentos e aberturas comerciais”, concluiu sobre as possibilidades econômicas do alcance de uma carne livre de aftosa. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *