fbpx

Primeiro caso da variante delta da Covid-19 é confirmado no Tocantins; SES investiga o caso

Imagem: Divulgação/Getty Images via BBC

Por João Pedro Gomes

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou nesta terça-feira (17) o primeiro caso de contaminação da variante delta da Covid-19 no Tocantins. O paciente é um homem de 36 anos que foi atendido em Palmas durante o mês de julho deste ano. De acordo com o governo do Estado, o paciente foi atendido na Unidade de Saúde da 503 Norte e sentiu apenas sintomas leves da doença.

A superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Perciliana Bezerra, afirmou que a amostra foi coletada e enviada para o Laboratório Central De Saúde Pública do Tocantins (LACEN/TO) no dia 13/07/21. No dia 21/07/21 foi encaminhada para o sequenciamento genômico na Fiocruz, seguindo os critérios estabelecidos pelo Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde, que é CIEVS Nacional e o Comitê Gestor de Recursos Laboratoriais”.

Ela informou ainda que os Centros de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde do Estado e da Prefeitura de Palmas farão uma investigação clínica e epidemiológica do paciente: “Estamos acompanhando a investigação junto ao município de Palmas, para que possamos saber se este paciente é morador da capital ou não, se veio a óbito, se houve contaminação comunitária e, até mesmo, se esta pessoa já havia tomado algum imunizante”.

O primeiro caso da variante delta foi identificado pela primeira vez na Índia, em outubro do ano passado. Em junho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou os países para a alta transmissão da cepa, e até o momento, 142 países já registraram a circulação da delta. Estudos que devem averiguar se a variante é mais letal também estão sendo realizados, mas especialistas já explicam que os sintomas podem facilmente serem confundidos com os da gripe.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *