fbpx

Professora do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins perde luta contra câncer aos 46 anos

Docente tinha 46 anos. Imagem: Divulgação/ Redes Sociais

Faleceu no início da noite desta quarta-feira, 05, Verônica Dantas Meneses. A Professora Dra. do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT) perdeu a luta contra um câncer de mama aos 46 anos, em Aracaju (SE). 

A Universidade Federal do Tocantins emitiu uma nota de pesar na noite desta quarta-feira, confirmando a informação: “Sempre muito alegre, leve e divertida, Verônica contribuiu na formação de muitos jornalistas do estado do Tocantins como professora do curso de Jornalismo, desde o ano de 2003 na UFT. Foi também professora e coordenadora do Mestrado Acadêmico em Comunicação e Sociedade da UFT e ainda coordenadora do Núcleo de pesquisa e extensão Comunicação, Imagem e Diversidade Cultural (CID). Dedicou-se à pesquisa na área de Comunicação, com ênfase na Folkcomunicação e comunicação e meio ambiente e, ainda, nos trabalhos de extensão universitária”, lamentou a instituição.

O sepultamento deve ocorrer no povoado Esteios, município de Ribeirópolis (SE), sua terra natal. A sergipana se formou pela Universidade Federal de Sergipe (UFSE), onde também se tornou mestre. Ela concluiu seu doutorado em Comunicação pela Universidade de Brasília. Além disso, foi coordenadora dos cursos de Comunicação Social (Bacharelado), do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade (mestrado) e Comunicação, Meio Ambiente e Sociedade da UFT.  Ela deixa uma filha, amigos e diversos alunos enlutados. 

O Sindicato dos Jornalistas lamentou: 

“Foi com muita tristeza que recebemos a notícia da partida da prof Veronica Dantas, docente da Universidade Federal do Tocantins, do curso de Jornalismo e do Programa de Mestrado em Comunicação e Sociedade. Amada pelos seus alunos, colegas de trabalho e amigos, por ser uma pessoa acolhedora, companheira, solícita, e sempre disposta a contribuir. Se despede da jornada terrena, vencida pelo câncer, que lhe tirou a vida, mas não a gratidão que temos por ela. Apesar do jeito mãezona, ela sempre foi discreta, e preferiu se afastar para cuidar da doença sem alardes. O Sindjor Tocantins lamenta a perda precoce, pois a professora Verônica era sonhadora, idealizadora, batalhadora e deixará em nós um pouco da sementinha dela por meio das inúmeras contribuições ao Sindicato, na formação dos alunos da graduação e mestrado, e dos amigos.Que Deus a receba em sua nova morada, e que de lá ela possa receber as boas energias do carinho imenso que muitos tinham por ela. E que sua amada Catarina, a filha, e seus parentes possam ser amparados nesse momento de despedida e luto”.

O curso de Jornalismo da Universidade Federal do Tocantins também emitiu uma nota de pesar:

Divulgação.

Diversas pessoas lamentaram pelas redes sociais:

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *