fbpx

Programa que busca fortificar a garantia de ressocialização de custodiados é lançado no Tocantins

Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins

Por Ivan Trindade

Um programa lançado no Tocantins permitirá a utilização da mão de obra de reeducandos do sistema prisional para a realização de reparos e reformas em escolas estaduais. O Reeduca Tocantins, garantir por meio da assinatura de um Termo de Cooperação Técnica foi oficilmente lançado nesta quinta-feira, 14, no Palácio Araguaia, e é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Cidadania e Justiça (Seciju) e a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

De acordo com o Executivo, a ideia do programa é garantir ainda mais a ressocialização dos reeducandos, aliando isso às práticas de remição de pena que reduzem o tempo do cárcere por meio do trabalho. Segundo o governador Mauro Carlesse (DEM), o programa é uma marca importante da Gestão Estadual na reinserção da comunidade carcerária e que garante melhorias estruturais para as escolas no Estado. “O Reeduca Tocantins é um dos programas mais importantes que estamos dando início neste ano de 2021. Estamos falando de ressocialização, de remição de penas e de melhorias para nossas escolas estaduais, tudo em uma só iniciativa. Estamos dando oportunidades para pessoas que tomaram escolhas erradas no passado, mas que agora estão dispostas a colaborar com a sociedade. São atividades nobres, de reformas em unidades de ensino em que eles terão a oportunidade de participar. Agradeço a todos os servidores que se empenharam muito na construção desse projeto, vamos em frente com um Tocantins mais desenvolvido e mais seguro para todos”, disse.

Heber Fidelis, secretário de Estado da Cidadania e Justiça afirmou que a ideia é também auxiliar a Secretaria de Educação que constantemente possui a necessidade de realizar essas pequenas reformas nas unidades de ensino. “E nós temos a mão de obra capacitada para isso, já que realizamos essa capacitação com os reeducandos de algumas unidades prisionais do Estado. Agora, a partir da entrega dos ônibus que estamos recebendo hoje, será possível transportar adequadamente esses profissionais que irão desempenhar serviços hidráulicos, elétricos, de jardinagem, pintura e outros que as escolas precisarem”, afirmou.

Em Palmas, duas unidades educacionais serão as primeiras a serem beneficiadas com o programa, são elas o Colégio Militar – Unidade II e a Escola Estadual Vila União, na região norte da Capital. Duas empresas da Capital, a Renacor Tintas e a Tintas Kokar, também se tornaram parceiras da iniciativa e irão doar os materiais para a reforma. Os trabalhos em todas as unidades de ensino serão executados em datas e horários que não sejam letivos ou que não estejam ocorrendo aulas presenciais, tais como fins de semana, feriados, férias escolares e durante a oferta de aulas não presenciais decorrentes da pandemia do novo Coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *