fbpx

Projeto de concessão do Jalapão é cancelado pelo Governador em exercício Wanderlei Barbosa

Foto: Tharson Lopes/Governo do Tocantins

Por João Pedro Gomes

O projeto de concessão do Jalapão foi cancelado pelo governador em exercício do Tocantins, Wanderlei Barbosa, na manhã desta terça-feira, 30. Ele também destacou que a audiência pública que ocorreria em Palmas nesta quarta-feira, 1º, está oficialmente cancelada.

Em sua fala, o governador em exercício afirmou que ouviu a voz do povo: “Eu não sou a favor da concessão”, afirmou. Com isso, um Projeto de Lei (PL) deve ser enviado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias para revogar os termos da Lei n° 3816 de 25 de agosto de 2021, a qual autoriza a concessão.

Ao anunciar o cancelamento, Wanderlei Barbosa destacou: “Se não for a vontade do povo do Jalapão, nós não vamos fazer, nós vamos cancelar. Amanhã terá um decreto no Diário Oficial do Estado [DOE]  dizendo que por força da população está encerrado o processo de concessão especificamente do Jalapão. Não irei tratar mais deste assunto”, afirmou.

Entenda

Em junho deste ano, um projeto de lei do até então governador Mauro Carlesse foi endereçado à Assembleia Legislativa. Nele, era proposta a autorização da concessão do Parque Estadual do Jalapão e outros locais de conservação do estado à iniciativa privada. 

O documento entregue pelo governador afastado concedia a área “para a exploração de atividades de visitação voltadas à educação ambiental, à preservação e conservação do meio ambiente, ao turismo ecológico, à interpretação ambiental e à recreação em contato com a natureza”.

Como justificativa, o governo afirmou por meio de nota que o, até então projeto de lei, visava “oportunizar ao Tocantins os níveis adequados, aptos à exploração de atividades de visitação voltadas à educação ambiental”. O Parque Estadual do Jalapão, o Parque Estadual do Cantão, o Parque Estadual do Lajeado, e o Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Estado do Tocantins podem ser entregues à iniciativa privada, de acordo com o texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *