fbpx

Ricardo Salles sai do cargo de Ministro do Meio Ambiente nesta quarta-feira (23) enquanto é investigado

Foto: Divulgação/AFP

Por João Pedro Gomes

O Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles foi exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro durante esta quarta-feira (23). O texto — que explicita que a decisão foi um pedido de Salles — foi publicado no “Diário Oficial da União”. Joaquim Alvaro Pereira Leite é o novo empossado para o cargo.

Na última terça-feira (22), Salles foi elogiado por Bolsonaro durante um acontecimento no Palácio do Planalto, onde o presidente disse que às vezes a herança dos ministérios é uma “penca de processos” e disse lamentar pelo tratamento dado “por alguns poucos desse outro poder”. 

“Parabéns, Ricardo Salles. Não é fácil ocupar seu ministério. Por vezes, a herança fica apenas uma penca de processos. A gente lamenta como por vezes somos tratados por alguns poucos desse outro Poder, que é muito importante para todos nós”, parabenizou o até então ministro.

Ricardo Salles está sendo investigado a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) por ter, supostamente, atrapalhado nas investigações sobre apreensão de madeira. Além disso, disse a Bolsonaro na reunião ministerial de 22 de abril de 2020 que aproveitasse a pandemia de Covid-19 para “ir passando a boiada”, no que se referia a alterar regras ambientais. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *