fbpx

Saiba quais os cuidados com relação o herpes labial

A rede de Saúde Municipal reforça a importância de cuidar da imunidade para evitar a doença. Crédito/Foto: Divulgação.

Por Gabriela Santos 

 O herpes simplex é um tipo de vírus que, após adquirido, normalmente fica no corpo por vários anos, mantendo-se “adormecido” a maior parte do tempo, ele é o causador do herpes labial, é altamente contagioso e é transmitido pelo contato direto, que pode ocorrer durante um beijo ou pela utilização de objetos compartilhados. Segundo divulgação realizada pela Prefeitura, em Palmas as Unidades de Saúde da Família (USF) são a porta de entrada do Sistema Único de Saúde para atender e avaliar se o paciente necessita ser encaminhado para um especialista. 

Conforme informações da pasta, o herpes labial pode se manifestar quando o sistema imunológico é abalado por pequenas infecções (gripes e resfriados); intenso estresse; desnutrição; presença de outras doenças sistêmicas; tratamentos com antibióticos e exposição excessiva ao sol. Segundo ela, estes fatores podem causar o enfraquecimento do sistema imunológico e, em consequência disso, o manifestar o aparecimento de bolhas ou feridas na boca.

Além disso, a Prefeitura salientou que há pacientes que possuem o vírus, mas que  nunca manifestaram a doença. O herpes labial não possui cura, por isso é importante seguir os cuidados para prevenir o surgimento dos primeiros sintomas que geralmente são pequenas bolhas nos lábios. Para ajudar na prevenção e tratamento, a Saúde municipal recomenda alguns procedimentos no pré e pós aparecimento do herpes labial. 

Cuidados

A rede de  Saúde municipal reforça que uma tentativa eficaz de driblar a manifestação do vírus é cuidar da imunidade. A dica, segundo ela, é tomar os cuidados ideais com o corpo, como manter uma alimentação saudável, evitar situações estressantes e se precaver em locais expostos ao sol.

Como evitar pegar herpes labial

Evitar beijar desconhecidos ou pessoas com feridas na boca;

Não compartilhar objetos pessoais com outras pessoas, especialmente talheres, copos ou toalhas de rosto;

Evitar passar batom emprestado;

Não comer ou provar comida de outras pessoas como picolé, pirulito ou sorvete;

Evitar usar sabonetes de espaços públicos

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *