fbpx

Secretária de Saúde de Palmas vem a óbito em decorrência de complicações da COVID-19

Imagem: Divulgação/Prefeitura de Palmas

Por João Pedro Gomes

Valéria Paranaguá, secretária de Saúde de Palmas, faleceu nesta quinta-feira, 18, em decorrência de complicações resultantes da COVID-19. A mesma estava internada em um hospital particular desde o dia 28 de fevereiro. 

A secretária foi diagnosticada com a doença no dia 24 de fevereiro, e logo se afastou do comando da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) para ser acompanhada por uma equipe básica de saúde do município. Seu quadro piorou alguns dias depois e ela precisou ser internada em UTI. Ao mesmo tempo em que estava tratando a doença, a mãe e a irmã de Valéria também foram internadas pela mesma doença; a mãe faleceu no dia 10 de março em decorrência do novo coronavírus (SARS-Cov-2), e a irmã recebeu alta e se recupera bem. 

A Prefeitura de Palmas confirmou que a secretária faleceu por volta das 13h30 desta quinta-feira, após duas paradas cardiorrespiratórias. Cinthia Ribeiro (PSDB) lamentou o óbito e homenageou o papel da servidora no enfrentamento à epidemia desde o primeiro caso registrado em Palmas. 

Valéria Paranaguá tinha 58 anos e era natural de Santa Helena de Goiás (GO). Mudou-se para Araguaína aos 12 anos de idade e se formou em Serviço Social, anos depois, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). A gestora tinha mestrado em Saúde Pública com especialidade em Epidemiologia no Instituto Superior de Ciências Médicas de La Havana, Cuba, além de outros vários títulos conquistados ao longo de seus 31 anos de atuação na rede pública. A mestre entrou para a Secretaria Municipal de Saúde de Palmas (Semus) em janeiro de 2020, e foi nomeada como a secretária da pasta em agosto, onde permaneceu até seus últimos dias. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *