fbpx

Suspeito de armazenar mais de 670 registros de abuso sexual infantil é investigado pela PF em Araguaína

Foto: Agência Brasil

Por João Pedro Gomes

A Polícia Federal cumpriu o mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Estadual do Tocantins contra um morador de Araguaína suspeito de guardar 672 imagens e vídeos envolvendo abuso sexual infantil, nesta quarta-feira, 13. A operação foi intitulada ‘Velar’, em alusão a permanecer vigilante contra crimes deste tipo.

Esta operação visa encontrar qualquer tipo de encaminhamento de imagens, vídeos ou outros registros que contenham sexo explícito entre crianças e adolescentes no município. O trabalho de investigação envolve a Polícia Federal e o National Center for Missing and Exploited Children (NCMEC), ou Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, em livre tradução.

A Polícia Federal foi informada pela organização sobre um morador da cidade que armazenava a grande quantidade de registros de abuso infantil, e com o este apoio foi capaz de realizar esta ação. 

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *