fbpx

Tocantins conquista o aval para retirada da vacinação contra febre aftosa

Tocantins realizará a última vacinação contra febre aftosa em novembro de 2022. Crédito/Foto: Juliano Ribeiro/Governo do Tocantins.
Por Gabriela Santos 

Segundo informações divulgadas pelo Governo do Tocantins, foi autorizada a suspensão da vacinação contra febre aftosa após a realização da segunda etapa da campanha, que ocorrerá em novembro de 2022. O anúncio foi feito pelo ministro Marcos Montes e o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Guilherme Leal, durante a abertura da 87ª edição da ExpoZebu, em Uberaba (MG). 

A pasta salientou que o  Tocantins está há 25 anos livre da doença com vacinação. A medida abrange também os estados do Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Distrito Federal, que assim como o Tocantins, integram o Bloco IV do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa (PE-PNEFA).

De acordo com informações do governo, durante esse momento não haverá restrição na movimentação de animais e de produtos entre os estados do Bloco IV, que terão a vacinação suspensa em 2022, e os demais estados que ainda vacinam no país. Isso porque o pleito brasileiro para o reconhecimento internacional das unidades da Federação como zonas livres da doença sem vacinação não será encaminhado para a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) no próximo ano, dando tempo para os demais estados se adequarem e o pleito ser apresentado de forma conjunta.

Atualmente, no Brasil, somente os estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia e partes do Amazonas e do Mato Grosso têm a certificação internacional de zona livre de febre aftosa sem vacinação. A meta é que o Brasil se torne totalmente livre de febre aftosa sem vacinação até 2026.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *