fbpx

Todos os profissionais da educação podem se imunizar contra a Covid-19 em Palmas a partir desta quinta-feira (24)

Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

Por João Pedro Gomes

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) divulgou que todos os trabalhadores da área da educação de Palmas poderão se vacinar contra a Covid-19 a partir desta quinta-feira, 24, em 15 unidades de saúde da capital. Os profissionais podem agendar a primeira dose por este link.

Com isso, professores do ensino básico (infantil, fundamental, médio e ensino de jovens e adultos – EJA), do ensino médio, superior, auxiliares de professores, trabalhadores administrativos da educação, estagiários, trabalhadores do ramo alimentício, da limpeza e porteiros e segurança poderão se imunizar. Além desses, gestores das Secretarias Municipal (Semed) e Estadual (Seduc) da Educação e da Delegacia Regional de Ensino (DRE) – lotados e residentes em Palmas também estão inclusos.

Ao comparecer para tomar a primeira dose, o profissional deve levar documento de identificação com foto (RG, CPF ou CNH), comprovante de endereço (a cópia ficará retida), comprovante de ocupação (original e cópia impressa) e cartão de vacina. Os contracheques dos trabalhadores da rede pública e privada e a declaração do empregador (informando a escola e o nível de ensino no caso da rede privada) também ficarão retidos no local. Já no caso dos gestores de secretarias e delegacia regional, a declaração do órgão de lotação constando Palmas como local de trabalho ficará retida no local.

Confira abaixo os locais e horários de vacinação em Palmas: 

Horário: 13h às 17h

  • USF 307 Norte
  • USF 405 Norte
  • USF 409 Norte
  • USF 207 Sul
  • USF 403 Sul
  • USF 1.103 Sul
  • USF 1.206 Sul
  • USF Jose Hermes
  • USF Bela Vista
  • USF Novo Horizonte
  • USF Taquari
  • USF Morada do Sol
  • USF Taquaruçu (agendamento na própria unidade)
  • USF Buritirana (agendamento na própria unidade)

Horário: 16h às 20h

  • USF 1.004 Sul

Outros grupos

A imunização segue ocorrendo também em outros grupos, como na população acima dos 55 anos sem comorbidade, profissionais aeroportuários, trabalhadores da saúde (apenas a 2ª dose), pessoas com mais de 18 anos com comorbidades e/ou deficiência permanente, bem como cidadãos imunossuprimidos maiores de idade.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *