fbpx

Tribunal Superior Eleitoral irá divulgar Registro Digital do Voto com o Boletim de Urna a partir do próximo ano

Fachada do edifício sede do STF. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por João Pedro Gomes

Nesta segunda-feira, 11, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou algumas medidas adotadas com a finalidade de aumentar a transparência do sistema eleitoral a partir de 2022. Dentre as providências é possível destacar a publicação dos arquivos de Registro Digital do Voto (RDV) na internet e os logs das urnas eletrônicas, além do já conhecido Boletim de Urna (BU).

Os documentos deixarão de ser restritos ao Ministério Público, partidos políticos, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Departamento de Polícia Federal (DPF) e passarão a ser compartilhados no Portal do TSE para toda a população após o término das eleições. 

As novidades foram anunciadas em palestras de apresentação do sistema eleitoral brasileiro a profissionais da imprensa e participantes pré-inscritos do Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS) de 2021. “Isso dá transparência total porque eles estão tendo acesso a todos os códigos-fonte e a todos os programas que são instalados nas urnas eletrônicas brasileiras”, ressaltou o secretário de Tecnologia da Informação do TSE (STI/TSE), Julio Valente. 

RDV

O Registro Digital do Voto (RDV) é basicamente uma tabela digital onde os números digitados pelos eleitores são gravados aleatoriamente, enquanto o log da urna registra todos os movimentos que aconteceram no aparelho desde o momento em que ele é ligado.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *