fbpx

TSE divulga documentos que comprovam ausência de fraudes nas eleições

Imagem: Antônio Augusto/TSE

Por João Pedro Gomes

Os documentos que comprovam que não houve situação de fraude nas urnas eletrônicas já estão disponíveis para consulta na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As auditorias foram realizadas pelo Grupo Maciel Auditorias, empresa especializada contratada por meio de licitação, em acordo com a Resolução TSE nº 23.603/2019.

Os auditores realizaram a contagem manual em todos os estados e confrontaram esses dados com os votos apresentados no sistema informatizado e na zerésima da urna. Conforme os relatórios, não houve qualquer indício de irregularidade nos números.

Procedimento de averiguação

Para confirmar que não há desvio de votos, em todas as eleições um procedimento é realizado pela Justiça Eleitoral: a votação paralela. Esse processo garante que o resultado que sairá no boletim da urna será fidedigno.

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) explica ainda que o procedimento é totalmente acompanhado por um juiz eleitoral, e que a auditoria ocorre no mesmo dia e hora da votação nas seções eleitorais, além de ser feita com a participação de representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público e de quem tiver interesse.

“São selecionadas, por meio de sorteio, urnas eletrônicas de cada unidade da Federação já preparadas para eleições oficiais. Essas urnas são retiradas do local de votação na véspera da eleição e levadas para o local escolhido. Cédulas em papel são preenchidas e depositadas em uma urna de lona, para que, no dia da auditoria, os participantes digitem esses votos tanto na urna eletrônica quanto em um sistema específico que computará os votos consignados em paralelo”, explica o TRE, por meio de nota. 

Confira aqui todos os relatórios de cada Tribunal Regional Eleitoral.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *