fbpx

Vigia que espancou cachorro em Araguaína é denunciado pelo Ministério Público do Tocantins

O animal foi adotado e recebeu o nome de Bob. Imagem: Divulgação

Por João Pedro Gomes

Um vigia que espancou um cachorro com um cassetete em frente ao Hospital e Maternidade Dom Orione, em Araguaína, foi denunciado pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 12ª Promotoria de Justiça. 

Hélio Divino Marinho do Rosário, vigia do Hospital, praticou o crime de abuso e maus-tratos ao animal doméstico, que cruelmente foi espancado até urinar de dor e ainda tentou se esconder embaixo das motocicletas que estavam estacionadas no local. Ele só parou os abusos quando foi repreendido por uma mulher, que também prestou socorro ao cachorro. O fato ocorreu no dia 10 de outubro de 2020 e foi registrado por testemunhas.

Situação foi filmada por testemunhas. Imagem: Reprodução.

“Quando cheguei , fui pegar ele e perguntei para o segurança porque ele estava batendo nele. Aí ele falou que estava espantando porque as pessoas queriam pegar as motos. Quando comecei a brigar com ele, perguntou se eu era a dona. Eu falei que não, mas aquilo que ele estava fazendo não era certo. Ele viu que o pessoal estava gravando e foi saindo”, informou a vendedora Anna Paula Sousa Silva, que o resgatou e cuidou na época.

“Ele não avançou em ninguém. Onde ele está tem criança. Ele só brinca, é muito filhote. É tão filhote que os dentes dele ainda são bem fininhos”, afirmou a vendedora. Ele foi adotado e recebeu o nome de Bob.

O crime praticado por Hélio está disposto no artigo 32, $ 1º-A, da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), que prevê pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição da guarda.

Revisão por Ivan Trindade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *