fbpx

Vigilância Sanitária de Palmas apreende quase 70 cigarros eletrônicos durante festa

Foto: Divulgação/Secom Palmas

Por Redação PMW

A Vigilância Sanitária de Palmas (Visa) realizou a apreensão de 68 unidades de aparelhos usados como cigarro eletrônico. Os produtos estavam sendo comercializados em uma festa realizada no último sábado, 15, nas proximidades de um shopping. Durante a apreensão, os fiscais da Visa lavraram dois termos em desfavor da pessoa que se apresentou como proprietária dos produtos: um termo de apreensão e um termo de auto de Infração, o qual será aberto um processo administrativo sanitário.  

Conforme a inspetora sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Silvana Teixeira, a depender do resultado do julgamento do processo, a pessoa fica sujeita à aplicação de advertência e multa. Silvana lembra que no Brasil a Resolução nº 46/2009 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe, desde 2009, a comercialização dos cigarros eletrônicos.

Danosos

A inspetora sanitária ressalta que, ao contrário do que muitos usuários pensam, os cigarros eletrônicos são bem mais danosos e podem ocasionar sérias doenças respiratórias e cardiovasculares. “Os cigarros eletrônicos expõem o organismo do usuário a uma série de elementos químicos, o que contribui para a rápida progressão de um quadro de saúde”. A servidora ressalta que qualquer tipo de comercialização, propaganda e distribuição dos cigarros conhecidos como ‘Vape’ são expressamente proibidas em Palmas. 

Produto

De acordo com a área técnica da Visa, no lançamento do cigarro eletrônico existia a promessa para a população que era um auxílio para deixar de fumar ou então causar menos danos ao pulmão. Desde então, a Anvisa elaborou estudos e pesquisas relacionadas ao uso dos cigarros eletrônicos e foi comprovado justamente o contrário.

(Com informações da Secretaria de Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *